@ Phase 108.1

quarta-feira, 1 de julho de 2009

30 anos a descer (...de qualidade)

















01 de Julho de 1979. Faz hoje 30 anos que a SONY colocou à venda no mercado mundial um aparelho portátil reprodutor de cassetes: o famoso ‘Walkman’. Era o nascimento em massa da música portátil com auscultadores. A explosão do fenómeno fez doutrina e criou novos hábitos em quase todas as gerações. Hoje, o ‘Walkman’ continua a sua vida na forma de leitor de MP3. Depois da cassete, surgiu o CD, depois o Mini-Disc e agora os não menos famosos ‘iPpod’ seguem o percurso preconizado pelo outrora “pequeno” ‘Walkman’. Aos olhos dos dias de hoje, os ‘Walkman’ são objectos gigantescos. Alguns modelos incorporavam também captação de Rádio em AM e FM. A SONY prepara-se para os deixar de fabricar. Quando se venderem todos os modelos que se encontram no mercado já não haverá mais.
Em simultâneo, diminuiu a qualidade na fruição da música. Ficheiros sonoros comprimidos que anulam numerosas frequências – tornando-as imperceptíveis, consumo desenfreado de músicas alinhadas sem padrão e de forma aleatória (embora, muitas vezes, a gosto do consumidor); audição misturada com ruídos alheios à própria música oriundos do exterior e a maior parte da atenção espartilhada com tantas outras tarefas, como atravessar uma rua, correr para o autocarro, desviar-se do trânsito, etc, etc… Tudo isto fez de nós piores consumidores de música. Melhores em quantidade, pela via da multiplicação de acessos, mas piores na qualidade de escuta. Também na Rádio.

1 comentário:

P. Esteves disse...

ainda tenho um walkman (daqueles com rádio incorporado, um must!) lá por casa, a funcionar!
recordo os meus primeiros alinhamentos, feitos em K7. o prelúdio do que se seguiu, em vinil e depois em CD. uma "escola", é o que é. foi.