@ Phase 108.1

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

A Rádio no Cinema


















Imagens de como era a Rádio num passado ultrapassado. Ficção romanesca narrada ao vivo e com acompanhamento musical em simultâneo. Tudo em tempo real com numerosas famílias ao serão em volta da Telefonia. «The Unsuspected» é hoje um documento importantíssimo que testemunha o poder da narrativa ficcional transmitida através da Rádio. O actor inglês Claude Rains no incrível papel de Victor Grandison, que desempenha sem mácula. Grandison é um grande nome da Rádio na América, que narra todas as noites acontecimentos supostamente ficcionais sobre o homicídio de uma mulher. Jamais passaria pela cabeça – de um que fosse! – dos seus muitos ouvintes a ideia de que era ele próprio o autor do crime. Que foi na mais inenarrável realidade que ele foi buscar a funesta história, deliciando a cada sessão a sua vasta audiência radiofónica. O relato final do último capítulo foi o mais dramático. Em estúdio, vendo-se já cercado pelas autoridades policiais que o esperavam do outro lado do vidro, abandona a leitura do texto e confessa o seu crime capital. Acabara o misterioso enredo. Em casa as pessoas ouviam-no com total atenção, sob um silêncio absoluto. Ninguém acreditou, ou sequer imaginou, que todas as sessões da história não foram inventadas e que aquela seria a derradeira emissão de Victor Grandison. Afinal, ele era o “insuspeito” do costume.

«The Unsuspected» estreou mundialmente no dia 3 de Outubro de 1947. Foi realizado por Michael Curtiz e o argumento baseado num romance escrito por Charlotte Armstrong.

Na próxima semana A Rádio e o Cinema vão ter aqui outra “mini-sessão”.

------------------------------------------------------------------------------------------------
Outro livro do antigo radialista Matos Maia, por ventura o livro mais importante a nível da cronologia da História da Rádio em Portugal. Encontram-se aqui documentos de quando o teatro radiofónico era uma Arte apreciada e reconhecida.

Sem comentários: