The Best Albums of 2017

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Burning Man

O Mundo é mais estranho do que perigoso (82) 

Estou doente da persistência de imagens, reflexos e espelhos. Eu sou uma mulher com olhos de gato siamês que por detrás das palavras mais sérias sorri sempre troçando da minha própria intensidade. Sorrio porque presto atenção ao outro e acredito no outro. Sou marioneta movida por dedos inexperientes, desmantelada, deslocada sem harmonia; um braço inerte, outro remexendo-se a meia altura. Rio-me, não quando o riso se adapta ao meu discurso, mas porque ele se implica nas correntes subjacentes do que eu digo. 

Anaïs Nin 




Sem comentários: