@ Phase 108.1

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Novo álbum de TODD RUNDGREN










O multi-instrumentista/compositor/cantor norte-americano Todd Rundgren edita hoje o 23º álbum de originais, intitulado «State»

A música de Todd Rundgren está ligada a um período da minha vida a que chamo de a minha pré-história, correspondente ao curto tempo de existência que tive antes de saber ler e escrever. Os anos passaram, as décadas somaram-se, e as maravilhas das chamadas novas tecnologias de hoje levaram-me de regresso a esse tempo de expectativa e incerteza que se vivia num Portugal, a provar os primeiros sabores de uma recém-nascida democracia.
Tudo graças a uma canção, escutada no auto-rádio de um então poderoso e enormíssimo (aos olhos de uma criança) Ford Cortina, na viagem de férias de Verão, grande e quente, para Sul.
A bordo da berlinda dos meus padrinhos (ele natural de Aljezur; ela de Odemira), cabelos ao vento para mais quase dois pares de meses de sonho e aventura no Alentejo – a única região do país com dimensão de pátria.
Captada num qualquer dos poucos postos de Rádio daquele depauperado tempo, soava a canção numa língua - para mim na altura - incompreensível. Não sabia o que dizia, mas sentia o que queria dizer.
No meio destas distanciadas pontas de tempo, perdi de vista e de ouvido o antigo membro dos Nazz. Agora reencontro-o.
Nas imagens que se seguem, uma actuação a solo de Todd Rundgren no programa «The Midnight Special» da TV americana.
Os excessos ornamentais da época são bem visíveis em palco. Viviam-se os repentinos dias excentricos do movimento Glam Rock e Rundgren era um dos percursores dessa estética do início dos anos 70 na América.
Excluindo o exagero da cosmética e da indumentária patentes na actuação, esta canção de Todd Rundgren teve tudo para ser o que foi na década mais anacrónica da Industria Musical ocidental: Um clássico!

Todd Rundgren – “Hello, It´s Me” (1972):



Hello, it's me
I've thought about us for a long, long time
Maybe I think too much but something's wrong
There's something here that doesn't last too long
Maybe I shouldn't think of you as mine

Seeing you
Or seeing anything as much as I do you
I take for granted that you're always there
I take for granted that you just don't care
Sometimes I can't help seeing all the way through

It's important to me
That you know you are free
'Cause I never want to make you change for me

Think of me
You know that I'd be with you if I could
I'll come around to see you once in a while
Or if I ever need a reason to smile
And spend the night if you think I should

It's important to me
That you know you are free
'Cause I never want to make you change for me

Sem comentários: