@ Phase 108.1

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

sempre, a magia da Rádio

Sintonizar o rádio às escondidas, madrugada dentro, era abrir uma porta para um outro mundo, longe da pequena cidade em nenhures que a janela revelava. Algo longínquo, misterioso, soprado no éter desde mil e muitos quilómetros de distância. Ele que ouvia o rádio não estava sozinho. Mas quem seriam os outros: comunidade agrupada em volta da rádio madrugada dentro? Nunca o saberia. Na melhor das hipóteses, iria descobri-los anos depois, quando uma conversa conduzisse a uma canção, essa canção trouxesse a recordação do quarto e da caixa de madeira e circuitos eléctricos produzindo som e, com ela, a revelação de que, há muito, aquele momento havia sido partilhado sem o saberem, noite após noite.

daqui