@ Phase 108.1

segunda-feira, 6 de julho de 2009

















No meio da noite a música… a música que liberta as imagens. Saem do coração como se fossem lágrimas, suspiros ou esperanças. Tranquilos desesperos.

Na íntima fracção, a exacta dimensão dos sons… em ordem. Eles agrupam-se nas inúmeras músicas do coração. Tudo aspira à condição da música. O silêncio das imagens espera apenas que uma música, um som, o venha buscar.

No meio da noite, na íntima fracção da noite, sempre o mistério do som que viaja até longe. Como se lançasse no espaço um objecto voador, bem identificado, e de lá se vissem numa absoluta tranquilidade as luzes dos corações distantes.

In: «Íntima Fracção» de Francisco Amaral, na primeira edição da IF no RCP-Rádio Clube Português, após quase quatro anos de não difusão em antena nacional.
28 de Maio 2007 [1ª parte]

Sem comentários: