@ Phase 108.1

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Para acabar de vez com 2008















Aceitando o desafio do leitor/ouvinte Kyriu (ver ‘comentários’ do dia 31 de Dezembro 2008), aqui fica uma curta lista dos melhores programas de Rádio em 2008. Apenas na minha opinião de ouvinte, decorrente de serem estes os programas que mais procuro na minha busca quotidiana ou semanal. As minhas preferências enquanto ouvinte não diferem muito ou quase nada das escolhas em anos anteriores, nomeadamente 2007, 2006, 2005, e 2004. É sintoma, não só fruto da fidelidade de audiófilo, mas principalmente resultante da preocupante escassez de novos programas. São estes – para mim e actualmente – os mais interessantes de escutar com assiduidade. Curiosamente, ou não, a esmagadora maioria das preferências consumidas provém dos canais públicos de radiodifusão.

«Em Nome do Ouvinte» do provedor Adelino Gomes [RDP]
«1001 Escolhas» de Madalena Balça [Antena1]
«Cinemax» de Tiago Alves e João Lopes [Antena1]
«Questões de Moral» de Joel Costa [Antena2]
«Em Sintonia» de António Cartaxo [Antena2]
«Cinco Minutos Jazz» de José Duarte [Antena1; Antena2]
«Prova Oral» de Fernando Alvim [Antena3]
«Discos Voadores» de Nuno Galopim [Radar]
«Viriato 25» de António Sérgio [Radar]
«Álbum de Família» de Tiago Castro [Radar]
«Quase Famosos» de Nuno Costa Santos e Pedro Adão e Silva [RCP]

Quanto ao podcast, as minhas preferências essenciais são os que compõem a «Irmandade do Éter»: «Íntima Fracção»; «Miss Tapes»; «bitsounds»; «Vidro Azul»; «lado B» e «O Cubo», para além de «A Minha Guitarra Azul» de Luís Antero e «Cantos Del Desierto» de Alejandro Moreno Sanchez. Também aqui a mesma fidelidade e a mesma preocupação. Falta o surgimento de novos podcasts com relevante interesse.

















Vozes com rosto na Rádio da América. «A Prairie Home Companion» é um dos programas mais famosos e com audiências elevadíssimas nos Estados Unidos. É assim há muitos anos (começou em 1974) e originou um filme nas formas de tributo e homenagem. A rádio também é música, embora para mim a palavra esteja sempre em primeiro lugar. Música com palavras, «A Prairie Home Companion» foi o último filme realizado por Robert Altman (2006).

Os Bastidores da Rádio ao vivo e a cores
Radio like you’ve never see it before

4 comentários:

Francisco disse...

Quase 100 % de acordo

Anónimo disse...

Porque é que a Radar é a estação que é, com os limitados meios que tem e a Antena 3 é o que é com os recursos ilimitados que tem? Quando é que a pastelice do top 40 tem um fim nesta estação da RDP?
Lembrando um jingle da Voxx: "Ponham-nos a Antena 3 nas mãos..."

Francisco disse...

Pq a RDP sempre foi especialista em pastelões, embora às vezes o distribua às fatias ...
Ah ! E uma pergunta para os meus resistentes ex-colegas TSF's : outro dia ouvi na dita o Ray Charles ? Avariou de novo o aparelho das playlists ?

P. Esteves disse...

não caro Francisco: a TSF mudou de playlister :-)